Páginas

26 de fev de 2009

Ato contra a Ditabranda!!!!!!

Retirado do http://edu.guim.blog.uol.com.br/ (Cidadania.com)

Diante do resultado do post anterior, acredito que já temos um bom número de pessoas dispostas a participar do ato público diante do jornal Folha de São Paulo para protestar contra a difusão daquele veículo do absurdo de que a ditadura militar que vigeu no Brasil entre 1964 e 1985 teria sido uma “ditabranda”.
Antes de prosseguir no anúncio do dia e da hora em que ocorrerá o ato de protesto, porém, desejo fazer algumas considerações.
Esta é uma iniciativa que não pretende nem precisa reunir uma grande multidão para protestar contra essa perniciosa revisão histórica de um fato que, a meu juízo, deveria equiparar-se ao Holocausto nazista, o qual, em vários países do mundo, não pode ser negado por força de lei, sob pena de o autor da negativa ser enquadrado em acusação criminal.
Ainda assim, entre o número dos que confirmaram que participarão do ato e dos acompanhantes que pretendem levar consigo, já temos perto de 40 pessoas. Contudo, acabamos de receber um comentário de leitor aqui no blog que promete ser importante para o número de manifestantes.
(...)
Dia e hora do ato público na Folha de São Paulo

Com base nas manifestações dos leitores e de outras sondagens que fiz, acredito que o dia mais cômodo para a maioria dos manifestantes será sábado, dia 7 de março, às 10 horas da manhã. O local será diante da Sede do jornal Folha de São Paulo, na rua Barão de Limeira, no centro de São Paulo, região servida por linhas de metrô, de ônibus e, portanto, de fácil acesso.
Informo, ainda, que todos os leitores que se manifestaram aqui dispondo-se a participar do protesto receberão e-mail meu confirmando dia, hora e colocando-me à disposição para maiores informações.

Um comentário:

Natalia Capi 2ºEMB disse...

Protesto?!Adoro esse tipo de coisa,realmente mostra o quanto a população esta interessada em bater de frente com o problema e defender sua opinião.Pena que será em São Paulo,se não eu realmente gostaria de participar disso.Até por que foi realmente uma lástima toda essa confusão de não existir o Holocausto,que foi um periodo realmente dificil né professor?.Mas emfim,depois que dizem coisas que não tme foco,eles tentam concertar porquê veem que a população não concordou e ficou revoltada.Tipico de mídia.Que sempre senssasionaliza tudo.