Páginas

26 de mar de 2010

Greve!!!

Aderi a greve do professores!! Devo deixar claro quais razões me levaram a isto. Escrevo para meus alunos, para os pais dos meus alunos, para meus colegas professores, e, principalmente, para mim!!! Não vou responder as provocações sistemáticas dos "meios de desinformação", dos pseudo-intelectuais que nunca deram aulas, ou para aqueles que ficam em seus castelos com ar condicionado. Não!!!
Quero deixar claro que não sou filiado à APEOESP (sindicato dos professores) e não concordo com muitos pontos de sua pauta de reinvidicações. Sobre a provas para professores: concordo que é necessário avaliar periodicamente os profissionais da educação, mas não se pode estabelecer as regras e bibliografia (uma lista enorme de livros e de leis) e depois de 15 dias aplicar a prova. Não!!! Sobre a proposta curricular do Estado de São Paulo: concordo que devemos unificar o currículo da rede, mas os professores da Rede deveriam ter participado do estabelecimento dos critérios e seleção de conteúdos!!! Bônus: até aceito a questão de um incentivo por rendimento profissional, mas o essencial é o aumento de salário, aumento de verdade, não alngo como incorporação de gratificações!!!
Não poderei prolongar muito minha  participação na greve porque não posso ficar sem salário (neste país as greves não são ilegais apenas no papel!!!), tenho família e o governante do estado de São Paulo não tem como um de suas qualidades a atenção aos direitos dos trabalhadores!!! E bom deixar claro que a propaganda, ou melhor, marketing que recheia a tv o tempo todo (quanto o Governo do Estado de São Paulo gasta por dia em marketing?) tenta fixar a ideia de que existem dois professores em sala de aula, em quais escolas isto acontece?
Mas muitos afirmarão: mas os alunos recebem todo o material didático e mais os "cadernos do aluno". Isto é resultado do esforço da sociedade e não uma dádiva dos governantes!!! E o número enorme de alunos em sala de aula? E a jornada de trabalho absurda? Eu trabalho muito mais de quarenta horas semanais!!! Sei que escolhi ser professor e que em meu ofício isto é necessário (planejar, aplicar e avaliar) todavia não recebo o proporcional à minha formação e esforço!!! Meus alunos estão de prova quanto ao meu compromisso com a aprendizagem deles e, mesmo muitas vezes não conseguindo, minha preocupação em organizar aulas significativas para todos!!! TENHO QUE RECEBER UM SALÁRIO JUSTO!!! NÃO SOMENTE BONIFICAÇÃO OU COISAS DO GÊNERO!!!
Sou um trabalhador da educação, ao mesmo tempo  proletário alienado (vejam a questão do currículo) e intelectual (não produzo mercadorias, não devo exercer minha atividade apenas com metas e resultados) que luta ao lado de outros professores, diretores, coordenadores, secretários, merendeiras, agentes, pais e ALUNOS contra a desumanização, lutamos contra a coisificação, lutamos TENDO NO HORIZONTE O HUMANO E A LIBERDADE!!!
"POR UMA EDUCAÇÃO QUE LIBERTA"

2 comentários:

Iago disse...

Alvaro, meu amigo!
Você me conhece bem e sabe de meus posicionamentos.
Como lhe disse anteriormente, sou contra greves e manifestos, unicamente pelo motivo de intervirem no direito de ir e vir da maioria dos cidadãos, que nada tem a ver com a revolta profissional dos outros(falo em qualquer categoria profissional).Sou defensor do professor, sempre fui, você sabe disso!
Minha opinião quanto a Greve da APEOESP, é única e exclusivamente voltada para o partidarismo irregular que se instalou em São Paulo, ao lado de uma campanha antecipada, que vai de encontro à constituição.Tudo isso foi assumido pela presidente do sindicato, ou seja, ela sabe que está fazendo coisa errada, e não vê problemas nisso.Ela está agregando pessoas a votarem junto com ela, e serem um "calo no pé do Serra", como ela mesmo disse.Isto é campanha eleitoral irregular.
Acho sim, que os professores devem lutar por seus direitos, mas de maneira civilizada, sem interferência nos direitos individuais de cada um, e mais ainda, sem fazer campanha para ninguém.
Um abraço e parabéns por ter escolhido trabalhar em uma das áreas mais admiráveis da sociedade: A Educação.
E lembre-se meu amigo: Não podemos deixar que os baderneiros, que se dizem educadores, manchem a bela imagem que um professor digno, como você, possue.

Abração,

Iago José
http://cafedeladroite.blogspot.com

aana. disse...

Professor Alvaro,
Aprovo todos seus argumentos em relação a greve, embora eu não esteje "por dentro" de todos acontecimentos. Não condeno as pessoas que colocam a cara a tapa lutando pelos seus direitos atravéz de Greve cada um tem seus motivos e tenho como opinião que devemos sim mostrar nossas caras e lembra-los que não estamos presentes sóno dia de votação mas lutamos pelo que é nosso.A midia nos esconde parte da realidade mostrando somente aquilo que lhe convém é bom ter alguem que possa expor suas opiniões em dimensão mais real. Existem sempre um ou outro que sempre estão presentes para distorcer ainda mais a imagem desses professores mais do que a midia ja distorceu portanto concordo com o Iago , não se podem deixar aqueles barderineiros que ousam designar- se educadores manchem a reputação de professores dignos que há hoje em dia como o senhor, como sua aluna posso afirmar sua grande competência.Existem pessoas de fora que criticam sem ao menos saber o que ocorre, com toda certeza posso dizer que todos nós seus alunos estarão sempre com o senhor pronto para ouvir seus argumentos e entende-lo, sempre pronto para apoia-lo quando necessario.

Um comentario um pouco mais humilde ao de cima (Rsrs) mas espero que minha mensagem seja passada.
Um grande beijo. Ana Flávia 2EMB